VIAJANDO NA DIREÇÃO ERRADA

barreiras-no-processo-de-coaching-9


aluguel-de-carro-gps-estados-unidos

Esta é a história de DOIS AMIGOS e a dolorosa experiência pela qual passaram, na primeira viagem feita usando um navegador GPS, há já alguns anos.

Na altura, a tecnologia era novidade. Eles, entusiasmados, colocaram o nome da aldeia de destino no GPS e lá foram seguindo as instruções, aproveitando a paisagem.

Depois de umas SEIS horas na estrada e nada de chegar ao “tal destino”, que não deveria ter demorado nem três, começaram a suspeitar que algo estava errado. Pararam numa Estação de Serviço para perguntar e descobriram que estavam a viajar na direção oposta. O GPS levava-os para um local com o mesmo nome, só que noutro distrito.



ISTO também pode acontecer noutras áreas da vida. Às vezes, seguimos com toda a convicção na direção errada.

ASSIM, devemos prestar muita atenção a quem e o que seguimos. A nossa convicção de que hoje estamos certos pode, amanhã, rapidamente mudar para uma terrível sensação de grande idiotice.

NÃO é vergonha alguma mudar de direção quando descobrimos que estamos no caminho errado. Vergonha (e orgulho) é continuar nele.

Advertisements

Obrigação ou Realização?

trafico

os-dias-prosperos

Qual é o significado de trabalho para si: realização pessoal ou “tortura”?

Não é por acaso que têm aumentado cada vez mais as queixas de stress relacionadas com as atividades produtivas, com o “Trabalho”.  Ansiedade, angústia, nervosismo, mal-estar e doenças físicase/ou neurológicas podem estar e, muitas vezes estão, diretamente relacionadas com o contexto do próprio trabalho e/ou com a função desempenhada, crescendo a desconfiança pela profissão, às vezes encarada como uma ameaça à própria saúde.

Read more

Julgar é certo ou errado?

julgar-551x200

Todos os dias e, em enumeras situações, nos deparamos com esta pergunta.

pense-bem

O que mais constatamos no nosso dia-a-dia são pessoas a julgar outras pessoas, sendo que uma aponta o dedo para as falhas e fraquezas da outra, como se não possuíssemos todos nós falhas ou fraquezas! Calar-se e tentar ajudar o outro tem sido algo raro e dificílimo de se ver.

Julgar é fácil, ajudar é muito mais complicado. Por este motivo, decidi dedicar algum tempinho a esta questão: o “julgamento”.

Read more